É preciso falhar para ficar mais inteligente

Tudo o que fazemos, desde o momento em que começamos a respirar até o momento de nossa morte, é uma maneira de aprendizado e teste. Um bebê não consegue aprender a andar sem ter que cair primeiramente, nós não vamos conseguir ficarmos melhor no trabalho se não começarmos a treinar cada vez mais nossas ações.
Erros são na verdade, aprendizados do cérebro, quando tomamos decisões, nossos neurônios são automaticamente ativados, e se essas decisões decidem se tornar errados, os nossos neurônios que antes atividades, passam a estar surpresos com o resultado disso. Pessoas inteligente refletem sobre seus erros e trabalham para ter certeza de que eles não irão acontecer novamente, isso só consegue ser feito quando é uma pessoa inteligente que tem a noção que decisão tomada estava errada.
As melhores mentes estão a todo momento reavaliando suas teorias iniciais. Quando pensamos em inteligência, pessoas famosas e cientistas vem em nossa mente, porque eles estavam sempre em constante aprimoramento sobre suas descobertas, por isso influenciar diretamente a vida de outras pessoas.
Pegue Einstein como exemplo, que alterou sua teoria sobre a relatividade, e de maneira famosa disse "nós não podemos resolver nossos problemas com o mesmo pensamento que tínhamos quando conseguimos criá-los".
Até mesmo as pessoas mais inteligentes cometem vários erros, lembre-se de várias grandes empresas que faliram no mercado e claramente não deram certo. Isso parece ser de certo modo, humilhante e sem nenhum pouco de prazer, porém a ideia que você tem de ser um gênio pode ser utópica, mas isso acontece com as melhores pessoas.

Sem falhas, o sucesso não seria tão excitante assim. Famosos e pessoas bem sucedidas tiveram que enfrentar vários problemas até chegar onde estão. Lembre-se que até mesmo a próprio J K Rowling, a autora da série Harry Potter, foi rejeitada 12 vezes antes de conseguir finalmente lançar um dos maiores sucessos da literatura de todos os tempos. Você pode começar a tomar Optimemory e ver se consegue mudar esse pensamento.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário